ADIDAS X OU NIKE VAPOR - UM FRENTE A FRENTE DECISIVO

Hoje falamos de velocidade, falamos de agilidade. Hoje falamos de dois icones da velocidade no mundo das chuteiras de futebol. Hoje falamos das adidas X e das Vapor da Nike.

04 April 2019 - Por BRUNO FERREIRA

O frente a frente decisivo entre os dois grandes modelos de velocidade do momento

Quando falamos de velocidade e em chuteiras de velocidade numa mesma frase, creio que as primeiras coisas que nos vem à nossa mente são as X e as Vapor – estes modelos especificamente desenhados como botas de velocidade.

Mas o que é realmente uma chuteira de velocidade? O que necessita de ter uma chuteira, para ser considerada uma chuteira de velocidade? Pois basicamente necessita de três detalhes básicos e essenciais.

1 – Ser uma chuteira leve

2 – De ajuste compressivo ao nosso pé

3 – E possuir uma sola muito reactiva 

Pois tanto as X como as Vapor possuem estes três detalhes em conjunto. Mas ao mesmo tempo também possuem algo que as diferencia, por isso hoje fazemos então este pequeno frente a frente, para que tu aí em casa possas decidir qual é a chuteira que mais se adequa ao teu tipo de jogo.

A nivel de materiais são muito diferentes, as Vapor são construidas com um unico fio de tecido(FLYKNIT) e numa construcão de peça unica em formato 360 graus. Isto faz com que as Vapor sejam muito compressivas e justas ao nosso pé e ao mesmo tempo muito leves, o que faz com que sintas que levas umas meias no teus pés.

Já a microfibra sintética (SKELETALWAVE) que é usada no design das X, é um material sintético muito fino que foi desenhado com o objectivo principal de minimizar o peso desta chuteira, mas que por ser um tecido sintético faz com que o ajuste seja diferente. Sentimos a bota fixa ao pé na mesma, no entanto e isto conforme o tipo de pé que tenhas(estreito, médio ou largo), poderá ser que algum ou outro movimento esteja mais restringido de maneira interna. A nível também do controlo e toque de bola, apesar da sua excelente qualidade, também perde um pouco para as vapor, já que essa sensação de levar apenas umas meias nos pés é inagualavel.

Os contra-fortes são muito semelhantes, ambos são internos, muito maleaveis, e proporcionam bastante fixação. A unica diferenca, e apenas a nível estético(pois não incomoda absolutamente nada) é o facto do calcanhar das adidas ser mais alto que o das Vapor.

Chegamos então ao ponto fulcral de uma chuteira de velocidade. As solas. Neste caso vejo clara vantagem da sola speedframe face à sola modular das vapor, uma sola que ainda não me conveceu. No entanto no caso das Vapor, a sola não deixa de ser uma excelente e muito funcional. Os pitons laminados estão colocados de maneira estratégica a que te facilitem uma tracção máxima em momentos de arranques, mudanças de direcção e quebras de sprints.

No caso da speedframe, estamos perante uma sola muito resistente e leve. Uma combinação de pitons triangulares e cónicos, sendo que a colocação de ambos foi pensada ao milimetro. Os triangulares na biqueira, pois é a zona que exercemos mais força nos momentos de arranque, e os cónicos para estabilidade na zona traseira.

Em conclusão, se pretendes umas botas que te ajudem a ser mais ágil, e que com as quais te sintas mais leve em campo, as VAPOR são a tua escolha. Se procuras mais estabilidade e tracção nos teus momentos chave de arranques e mudanças de direcção, as X são a tua opção.

LINKS:

Comentários 0

Queres deixar aqui a tua opinião?
Entra com a tua conta de utilizador para participar na nossa comunidade.