NOVAS CHUTEIRAS ADIDAS PREDATOR PARA MULHER

Estamos em ano de Mundial, um evento que vai marcar o ano desportivo e o futebol feminino para sempre. Muito investimento das marcas e muita publicidade, o que faz com que as marcas se cheguem à frente com modelos exclusivos para as futebolistas como as novas Predator 19.1 para mulher.

01 February 2019 - Por Bruno Ferreira

Este verão teremos o evento desportivo do ano - o Campeonato do Mundo de França 2019. Um evento que está assinalado no calendário de todas as marcas desportivas, como já normalmente fazem com o campeonato masculino. Para que tudo corresponda as expectativas e investimentos realizados, as marcas estão a fazer de tudo para que as futebolistas de hoje possam ter ao seu dispor as mesmas armas e argumentos que os homens já possuem. Por isso vemos marcas a desenharem e a criarem produtos próprios para a fisionomia da mulher, e cujos os quais possam aumentar e/ou melhorar a performance em campo. Hoje analisamos então um desses produtos, umas chuteiras Predator adidas para mulher.

Chuteiras adidas Predator 19.1 Para Mulher

Se existe uma marca que pensa e age a favor das mulheres nos terrenos de jogo, essa marca é a adidas. Já no anterior Mundial feminino a marca alemã apresentou uma coleção especialmente apenas para o sexo feminino - WMNS PACK. Para esta predator a adidas tomou em conta as indicações das suas futebolistas profissionais e decidiu re-adaptar as tecnologias da Predator para a sua versão feminina.

Para esta review tomamos como referência a anterior versão de mulher das Predator, as 18.1 e nova versão masculina 19.1. Tomamos em conta esses dois modelos para podermos comparar e ver o que irá trazer esta chuteira ao futebol feminino.

A primeira impressão que me surge, e que obviamente é o primeiro detalhe em que nos fixamos, é no contra-forte e placa de pitons, esse conjunto traseiro da chuteira. Na anterior versão os pitons eram diferentes, já que a adidas pensou que uma mulher não iria ter a mesma necessidade de que um homem na sua passada, e assim procurou dar mais suporte a essa chuteira. Algo curioso, já que na versão Predator 19.1 foi incorporado um contra-forte que não relembra ao que tivemos na versão de mulher.

Como algumas jogadoras realizaram algumas queixas em relação aos pitons, pois eram muito pequenos para jogar em relva natural molhada por exemplo, assim que a adidas decidiu utilizar nesta nova versão a mesma sola e o mesmo contra-forte da versão masculina.

Continuamos e agora com um ponto fulcral desta chuteira, a parte do peito do pé, já que as medidas aí mudam por completo, quando comparamos o pé de um homem com um pé de uma mulher. Na sua anterior versão era notória a diferente largura entre uma e a outra, já nesta versão, essa parte foi construída com uma maior largura na zona do ante-pé e mais estreita no calcanhar, para que o fit seja idêntico a de umas luvas. A flexibilidade é outro aspecto também direccionado as mulheres, pois essa flexibilidade também existe em maior quantidade nas chuteiras e sapatilhas femininas. No entanto e como a forma do arco do pé é igual entre homens e mulheres, a adidas decidiu introduzir uma palmilha pré-moldada, um pouco diferente do habitual.

Para terminar falemos do peso, a versão de homem é claramente mais pesada. O principal motivo é que na versão de mulher os materiais usados para o amortecimento são mais leves

Assim terminemos então com a pergunta que todos colocam: " É possível um homem jogar com estas chuteiras?"

Sim que é possível, apenas tens de ter em conta 2 detalhes: o primeiro é o fit e largura da chuteira, e o segundo é o tamanho, já que os tamanhos de mulher vestem de maneira diferente do que os de homem.

LINKS:

1 - Chuteiras adidas

2 - Sapatilhas adidas

3 - Luvas guarda-redes adidas

PODE INTERESSAR-TE:

1 - Blog Mundial França 2019

 

Comentários 0

Queres deixar aqui a tua opinião?
Entra com a tua conta de utilizador para participar na nossa comunidade.