Uma chuteira sem cordoes e por 100€

Na corrida para dominar o mercado de chuteiras de futebol, a adidas não está para brincadeiras, e prova disso mesmo é o seu último lançamento, a sua última revolução - As COPA 19. No entanto neste mesmo Initiator Pack acabamos por ter um outro e revolucionário lançamento - Predator 19.3. Neste novo post vamos poder analisar todos os detalhes desta chuteira de gama baixa e totalmente sem cordões.

22 November 2018 - Por Bruno Augusto

Desde o lançamento em Janeiro de 2016 das ACE 16+ (a primeira chuteira adidas sem cordões), a aposta da marca alemã por chuteiras "laceless" tem sido notória, tanto que na sua actual coleção podemos encontrar nas 4 linhas de produtos adidas, várias referências que apresentam versões sem cordões. A grande recepção por parte dos consumidores por uma chuteiras sem cordões, é o principal motivo pelo qual a adidas continua a inovar esse conceito, mesmo sabendo que são versões de gama alta. No entanto e por também saberem que se trata de um produto que não está ao alcançe dos bolsos de todos os consumidores, decidiram fazer algo a respeito disso mesmo.

Apresento então as primeiras adidas Predator sem cordões de gama de iniciação(também conhecida como gama baixa). A marca alemã pensou naquele cliente que pelos mais diversos motivos não se pode permitir a pagar uma chuteira de gama alta, ou que pelo menos não está pré-disposto a investir tanto dinheiro numas chuteiras de momento. Por isso mesmo acaba por apresentar-lhes esta alternativa, que com a qual vão poder experimentar as sensações de uma chuteira sem cordões e que é muito mais barata.

adidas PREDATOR Laceless por 100€

Com o lançamento do "Initiator pack", anunciamos as pequenas mudanças que a linha Predator apresentava nesta coleção, o que até fazia com mudasse o seu nome para 19+, mas faltou-nos anunciar o lançamento da sua irmã mais jovem, que para além de ter todos os detalhes técnicos de gama "baixa" (iniciação), apresenta um adicional, que é o que a faz sobressair sobre as demais, que é o facto de não ter cordões.

Começamos a descrição desta fantástica chuteira pela construcção da sua parte superior, o denominado upper. Tal como já acontecia no modelo do ano passado, as 18.3, está construído numa micro-fibra sintética bastante resistente, mas com um design muito semelhante ao da versão de gama alta. Este padrão, que faz lembrar o "elemento predator" da versão plus, assim como as barras da marca adidas, são os responsáveis de dar aquele grip e toque extras aquando do contato com a bola, e mesmo não sendo tão agressivos como no das 19+, estão muito bem conseguidos, já que estamos a falar de uma chuteira desta gama e deste preço. O upper também tem um reforço no contra-forte num material mais rígido, o que vai proteger essa zona ainda mais.

Chegamos ao ponto fulcral desta chuteira, que é a junção da micro-fibra da parte superior com um material em têxtil que percorre a zona do peito do pé e vai até ao nosso tornozelo, e que acaba por dar a forma da "meia", e que se ajusta ao nosso pé, e assim dessa forma permite que não tenhamos que utilizar cordões. Este tecido em têxtil é mais armado e com uma maior textura quando comparado com a anterior versão 18.3.

Esta fusão é obtida através de um acabamento em PU, o que vai permitir que não exista nenhuma elasticidade desnecessária quando estejamos a calçar este modelo. Um detalhe muito importante, já que ao não ter cordões e estar colado, será o ajuste do próprio material que nos dará esse suporte lateral que tanto precisamos nas saídas rápidas e em sprints.

A meia é finalizada com uma costura no neopreno negro que vemos no final da mesma, e tem um perfil um pouco mais baixo, quando comparada com a de outras gamas, no entanto dá-nos um ajuste muito bom.

O formato é relativamente estreito e rígido, mas que ao trabalhar em conjunto com o contra-forte interno aporta a estabilidade necessária numa chuteira como esta. Devo realçar que se trata de um contra-forte interno, já que este modelo não conta com um contra-forte externo como a sua irmã maior. Temos que ser conscientes de que uma redução tão grande como esta no preço final, acaba por limitar as possibilidades de utilizar mais alguma tecnologia na construcção desta chuteira. Assim sendo o boost da placa e palmilha de gama alta são substituídos por amortecimento em EVA.

Na parte da sola, temos a mesma sola apresentada na versão anterior, uma sola mais leve, adequada a este tipo de chuteira, o que aporta uma maior tracção em cada passo que damos, devido ao design e distribuição dos pitons.

Ao tratar-se de um modelo de gama baixa, perdemos a tecnologia BOOST, tecnologia essa que vem incluida no modelo de gama superior. Mas realmente é mais apelativo ter este tipo de solas nas gamas médias, já que se tratam de modelos altamente funcionais e que não tem nada a invejar das demais solas de outras chuteiras de gama alta de outros tempos.

Numa conclusão final, posso afirmar perfeitamente que a adidas finalmente dá-nos a possibilidade de todos nós podermos comprar uma chuteira sem cordões e a um preço completamente acessível, e com todas as vantagens que isso supõe, já que por exemplo a sensação ao rematar ou a passar uma bola sem nenhuma interferência é completamente fantástica. Assim que agora já sabem, se ainda não testaram uma chuteira sem cordões "laceless", aqui tem o modelo perfeito para poderem tirar as vossas dúvidas. 

Links:

1 - Chuteiras adidas Predator

2 - Chuteiras adidas Predator 19+

3 - Chuteiras adidas Nemeziz

4 - Chuteiras adidas X

Pode interessar-te:

1 - Remake de chuteiras

2 - adidas COPA 19

Comentários 2

Fernanda Marques Barbosa da Silva Barbosa
Friday, 23 de November de 2018
Acrescentar comentário

Lindas demais

Pedro José Fernandes da Silva
Monday, 26 de November de 2018
Acrescentar comentário

Muito boas...

Queres deixar aqui a tua opinião?
Entra com a tua conta de utilizador para participar na nossa comunidade.