ENTREVISTA EXCLUSIVA A PEDRO CARY - JOGADOR DO FUTBOL EMOTION ZARAGOZA

No dia que coincidiu com a sua apresentação oficial como novo jogador do Fútbol Emotion Zaragoza, foi possível entrevistar pessoalmente o craque português e obter da sua parte as primeiras impressões sobre o clube e a sua nova cidade.

08 August 2019 - Por Bruno Ferreira

Fútbol Emotion – Depois de treze anos a jogar na primeira divisão portuguesa de futsal, como vês a mudança de ares para a Liga Espanhola, considerada por muitos como a melhor do mundo?

Pedro Cary – É uma oportunidade que tenho, uma oportunidade que eu criei e que em conjunto com o apoio e também o desejo de contarem comigo por parte do Fútbol Emotion Zaragoza, foi possível finalizar. Quero agradecer não apenas ao presidente do clube, mas também ao novo treinador - Arturo Santamaria, que desde o primeiro momento mostraram interesse em contar comigo para este projecto que é o Fútbol Emotion Zaragoza temporada 2019-20. Queria também deixar uma palavra de apreço ao novo treinador, uma pessoa que é um símbolo do clube, e que agora é um mais, um jovem jogador que está também disposto a dar tudo pelo clube, e que desde o primeiro momento poderá contar comigo e com os meus companheiros de equipa para ajudar a elevar o nome da equipa ao mais alto patamar possível. Sobre a liga em si, é uma liga completamente diferente, é completamente profissional na sua totalidade, é uma liga que desde Portugal qualquer jogador acompanha, e que os adeptos deste desporto também. Muito também devido a Ricardinho, jogador do Inter Movistar. Creio que também devido aos jogos da Champions de Futsal também acabas por ver mais jogos do Inter e do FC Barcelona, que são assim como as duas equipas mais fortes de Espanha. No entanto na LNFS existe muito mais qualidade, e por isso é que a considero uma liga muito competitiva e como tal a melhor do mundo. Apenas não estou seguro é se esta mudança de liga não veio tarde demais. Apenas o tempo o dirá.

Fútbol Emotion – Quais são as tuas primeiras opiniões sobre o clube e a cidade?

Pedro Cary – A minha primeira impressão é que o clube é um clube muito familiar, um clube que trata de manter um ambiente muito próximo entre todos os membros da sua estrutura, assim como se fôssemos todos uma grande familia. Quando estás num clube que luta pelas posições mais altas da tabela, o ambiente é muito competitivo, com muita mais pressão, onde todos querem jogar bem e impressionar. Nesse tipo de ambiente cuida-se mais uns aspectos do que outros, e por vezes essa mesma estrutura esquece-se por completo de criar um ambiente como este que encontrei aqui, um ambiente familiar onde todos cuidamos uns dos outros. Sobre a cidade tenho que confessar que me está a encantar, é estupenda aliás. O local onde está localizado o rio é perfeito para relaxar e realizar uns passeios para descontrair. É uma cidade enorme mas ao mesmo tempo muito tranquila. Apenas tenho que confessar que o calor aqui por estes lados é demasiado e não temos nenhuma praia.

Fútbol Emotion - Quais são os teus principais objectivos (pessoais e profissionais) para esta temporada?

Pedro Cary – O meu primeiro pensamento quando saí do Sporting foi o de mudar. Mudar algo na minha vida e poder aprender coisas novas, e assim também poder aproveitar a oportunidade de poder jogar numa liga onde sempre quis jogar. Eu sabía muito bem que não seria fácil vir jogar para Espanha, pois o nível competitivo é demasiado alto, mas ao mesmo tempo também sabia que o meu nível em Portugal já estava superado, que tamém já tinha ganho tudo o que tinha para ganhar, e que por isso não o devia mim mesmo, mas que também merecia poder jogar aqui. As vezes pode acontecer que muitos jogadores não valorizem o facto de jogarem nesta liga, mas nós em Portugal sim que valorizamos, e assim que comece o primeiro jogo, eu serei apenas mais um jogador com um sonho realizado.

Fútbol Emotion - Qual foi o principal factor para a tua mudança para a Saragoça?

Pedro Cary - Depois de 9 anos de Sporting, num clube onde ganhei tudo o que era possível ganhar, e onde participei num projecto o qual não poderia abandonar a qualquer momento, senti que agora seria o momento perfeito. As intenções do Presidente e do novo treinador em contar comigo foram as melhores e mais sinceras desde o primeiro momento e estou agradecido ao Zaragoza por poder contar comigo e estou com imensa vontade de poder retribuir essa confiança. 

Fútbol Emotion - Sendo Pedro Cary um jogador com tamanha experiência profissional, qual é para ti a maior mudança pelo qual o futsal já passou até ao dia de hoje?

Pedro Cary – Falando do jogo em si, recordo uma altura que em Espanha as reposições laterais de bola eram realizadas com as mãos. Essa é uma das mudanças que talvez me marcou mais. Mas a grande mudança que eu vejo no futsal actual e que já se pratica aqui em Espanha, é o facto de se possuir toda uma estrutura profissional nos clubes da Primeira Divisão - LNFS, seja a nível do jogo em si, mas também dos clubes. Em Portugal, apenas o Benfica e o Sporting possuem uma estrutura cem por cento profissional, e a verdade é que isso a longo termo nota-se e muito. O simples facto de que a LNFS seja profissional no seu todo, faz com que seja uma liga muito melhor, mais competitiva e por isso mesmo é que também a torna na melhor liga do mundo de futsal.

Comentários 0

Queres deixar aqui a tua opinião?
Entra com a tua conta de utilizador para participar na nossa comunidade.